contactos

 arquivo

 

Manifesto eleitoral para Alverca

Alverca merce mais qualidade de vida
Alverca NÃO MERECE mais betão ! ! !
Devemos impor um STOP à construção selvagem e desmesurada.
Prioritar a reconstrução / reabilitação de forma a conter a expansão do perímetro urbano.
Os armazéns espalhados por toda a cidade devem ser destacados do centro.
Acabar com a falta de transparência nos negócios. Dizemos não às contrapartidas entre a Autarquia e as empresas de construção.

Quem mora em Alverca MERECE participar no processo de decisão.
Defendemos orçamentos participados, Referendos Locais.
As associações, colectividades, comissões de moradores deverão ser sempre consultadas.
O trabalho realizado deve ser avaliado por observatórios compostos por independentes.
Defendemos uma cidade social e partilhada.
Direitos para todos. Dizemos não há exclusão social.

Alverca NÃO MERECE ser um dormitório.
É preciso devolver a cidade a quem cá vive, trabalha, estuda ou sente Alverca.
Os jovens precisam de mais ocupação. Os idosos precisam de mais atenção.
A biblioteca, a casa da juventude , as escolas têm que estar abertas de noite e ao fim-de-semana para servir toda a comunidade.
Propomos o encerrar da Av. Capitão Meleças ao transito com calçada portuguesa, para que seja possível passear em Alverca.
É fundamental dar vida aos bairros. Criar praças, jardins, largos, espaços de convívio e de lazer.

Somos a freguesia com mais população do concelho.
Alverca MERECE que todas as actividades culturais do concelho se estendam à nossa cidade.
Os espaços infantis e desportivos não são suficientes e os que existem não têm manutenção.
E senhores autarcas, o Adarse também é gente, a Verdelha também é gente, Casal das Areias também é gente, À-dos-Potes também é gente, À-dos-Melros também é gente.
Não basta inaugurar os espaços em campanha eleitoral.


O peão em Alverca MERECE a prioridade
Defendemos acessos pedoanis a toda a cidade.
É impossível ir ao Jumbo a pé !
Os passeios têm que ter desnivelamentos para as cadeiras de rodas e carrinhos de bebés.
Propomos a criação de um circuito para bicicletas entre o Choupal, as escolas e a estação.
É obrigatório proibir o trânsito de pesados na Nac.10.
Variante sim, mas afastada do centro urbano.
Em Alverca deve ser instalada uma rede de transportes urbanos entre o Bom-Sucesso, Arcena e Alverca permanentes e complementados com parques de estacionamento periféricos.

O rio NÃO MERECE que Alverca continue a enviar os nossos esgotos para lá ! ! !
Há 4 anos atrás a camara prometeu na campanha eleitoral a construção de uma estação de tratamentos de esgotos (ETAR).
Mas mentiu, porque em Alverca o nosso esgoto continua a ser o rio Tejo ! !
As preocupações ambientais dos presentes responsáveis autárquicos resumem-se a impedir que o Bloco de Esquerda cole cartazes no viaduto por baixo da Auto-Estrada.
Sra Presidente da Camara, preocupe-se a senhora em acabar com o ruido provocado pela A1, com os maus cheiros em Arcena por causa do aterro, com o problema dos ribeiros poluídos e obstruídos que provocam cheias ciclicamente.
Devolva-nos o rio, deixe-nos passear na margem do rio Tejo. O RIO É DE TODOS.

Alverca NÃO MERECE que nos roubem o museu do Ar.

Precisamos de referencias, precisamos de nos identificar com a cidade onde vivemos.

E, se a Portela não merece um aeroporto ao pé de suas casas, nós também NÃO MERECEMOS aviões a descolar e a aterrar a 200 metros de nossas casas.
Todos os dias os telejornais noticiam a queda de aviões. Por toda a Europa as pessoas fazem abaixo-assinados para retirar aeroportos do centro das cidades.
Em Alverca a nossa Presidente de Câmara do PS, com o encolher de ombros do PSD e da CDU, quer obrigar as nossas crianças a estudar ao lado de um aeroporto.
Mas é também esta autarquia que pretendia instalar uma gasolineira a 50 metros de uma escola, mesmo ao lado de uma zona habitacional. Só o tribunal parou a construção dessas bombas.

Esta coligação PS, PSD, CDU, Obriverca que governa a nossa cidade tem roubado qualidade de vida a quem vive em Alverca.

Alverca MERECE MAIS.
MUITO MAIS.


Nós acreditamos que uma sociedade diferente é possível ! ! !


As nossas 25 Medidas

1. Não permitir mais licenciamentos em Alverca enquanto não exista uma ETAR (estação de tratamento de esgotos)
2. Av. Cap. Meleças sem carros
3. Proibir trânsito de pesados na Nac.10
4. Destacar os armazéns do centro urbano
5. Delegação da Seg. Social e Loja do Cidadão
6. Linha de Transportes Públicos Urbanos Permanentes entre Alverca-Bom Sucesso-Arcena
7. Biblioteca, escolas e Casa da Juventude abertas à noite e ao fim-de-semana
8. Acessos pedonais a todas as áreas urbanas
9. Assadores municipais para incentivar o convivio de bairro
10. Requalificar e criar mais espaços infantis e complexos desportivos
11. Passadeiras de peões com desnivelamento nos passeios para cadeiras de rodas e carrinhos de bebes
12. Plantação de arvores em locais abandonados
13. Circuito ciclo vias ligando Choupal as escolas e a estação
14. Parques municipais de bicicletas com aluguer temporário
15. Percurso de Manutenção fisica da Quinta do Cuchão até ao rio
16. Zonas de lazer junto ao rio
17. Campanha de esterilização de animais domésticos de forma a combater animais abandonados
18. Definir as Salinas como Zona de importância ambiental
19. Criar zona lúdica e pedagógica na Frente Ribeirinha.
20. Alcatroamento do acesso para o Adarse ( também são gente )
21. Paragem de Autocarros junto ao Centro de Saude
22. Criar um espaço de convívio em cada bairro / localidade da freguesia com uma praça e um Jardim
23. Criar barreiras sonoras junto à Auto estrada e à Nac.10
24. Referendos locais
25. Festa da Diversidade todos os meses


A nossa lista

Paulo Alexandrino
29 Anos, Consultor Informático
Pedro Afonso
27 anos, Administrativo
Olga Bettencourt
57 anos, Educadora de Infância
António Cabral
50 Anos, Operador
Ana Pereira
26 anos, Técnica de SIG
Ricardo Matos
23 anos, Estudante
Carla Silva
37 Anos, Escriturária
Teresa Gonçalves
27 anos, Administrativa
Carlos Costa
38 anos, Delegado Informação Médica
Elísia Azenha
59 Anos, Restauração
Paula Gaspar
27 anos, Comerciante
José Cabaço
52 anos, Operador Fabril
António Alexandrino
54 anos, Enfermeiro
Paulo Silva
26 Anos, Chefe de Secção
Mª São José Ribeiro
50 anos, Produtora
Helena Nogueira
57 anos, Funcionária Pública
Rui Braga
33 Anos, Programador Informático
Joana Ferreira
22 anos, Estudante
José Andrade
57 anos, Torneiro Mecanico


 
.. links ..
 nacional

 local